TRANSOCEAN DIZ QUE ACUSAÇÕES DO MPF SÃO ‘DESPROVIDAS DE MÉRITO’

Notícias por RSS Compartilhar no Facebook Postado por Brümmer Advocacia, em 22/03/2012, às 12:03, na categoria Direito Ambiental,Direito Penal,Diversos,Meio Ambiente

O porta-voz da Transocean, Guy Cantwell, disse discordar “veementemente” da denúncia do Ministério Público Federal (MPF) , divulgada nesta quarta-feira. Ele afirma que as acusações são “desprovidas de mérito”.

O MPF denunciou as empresas Chevron, Transocean e mais 17 pessoas por crime ambiental e dano ao patrimônio público por causa do vazamento de petróleo no Campo de Frade, da Bacia de Campos, em novembro de 2011.

“Defenderemos a companhia, nossos colaboradores, nossa reputação e a qualidade de nossos serviços. A Transocean agiu com absoluta responsabilidade, de forma adequada e rápida, colocando a segurança em primeiro lugar”, afirmou em nota Guy Cantwell.

Segundo Cantwell, a Transocean e seus funcionários fizeram exatamente o que foram treinados a fazer e sempre mantiveram o controle do poço, proporcionamento o perfeiro funcionamento do equipamento da plataforma. “Quando os fatos forem totalmente examinados, estamos certos que demonstrarão que nós executamos o nosso trabalho de acordo com os mais altos padrões”, concluiu Cantwell.

A Chevron também se pronunciou em nota, classificando como “utrajantes e sem mérito” as acusações feitas pelo MPF. Ainda segundo a nota divulgada pela empresa, “uma vez que os fatos forem completamente esclarecidos, eles irão demonstrar que a empresa e seus empregados responderam de forma apropriada e responsável ao incidente. A Chevron vai defender vigorosamente a companhia e seus funcionários.”

A nota continua afirmando que a Chevron “tem colaborado completamente e de forma transparente com todas as autoridades competentes do governo brasileiro.”

Fonte: G1

Deixe seu Comentário