O QUE O MEIO AMBIENTE TEM A VER COM A CIDADANIA?

Notícias por RSS Compartilhar no Facebook Postado por Brümmer Advocacia, em 05/06/2015, às 12:06, na categoria Direito Ambiental
meio-ambiente1

 

O Planeta chega ao Dia Mundial do Meio Ambiente em momento crítico. É preciso agir e agir agora, para minimizar os impactos da sociedade de hoje sobre as futuras gerações.

O que é ser cidadão?

É inserir-se social e politicamente;

É ser capaz de ter direitos e deveres;

É dedicar-se a construção de uma nova sociedade;

Aristóteles, filósofo grego, dizia que o ser humano é um animal social. Com isso, ele falava da necessidade que temos do convívio em grupo, em sociedade.

O que o Meio Ambiente tem a ver com a cidadania?

A relação entre a sociedade e o meio ambiente tem sido bastante discutida em todos países. O Brasil possui grande parte dos recursos naturais de todo o Planeta, com o maior rio do mundo, o Amazonas, e a maior floresta tropical. Por isso, o cidadão brasileiro precisa estar consciente de que a preservação do meio ambiente é garantia de seu bem-estar, de sua saúde e de sua sobrevivência.

Constituição define várias ações de conservação que são de responsabilidade do governo. No entanto, todos devemos agir de forma a defender e preservar o meio ambiente para as gerações presentes e futuras.

A idéia é simples: cada pessoa, seja qual for sua atividade, é responsável pelo meio ambiente onde vive, já que causa impacto em maior ou menor grau.

PREVENIR É MAIS BARATO QUE REMEDIAR!

Evitando a poluição, os gastos públicos com limpeza e despoluição serão diminuídos e poderá haver maiores investimentos em áreas como saúde e educação.

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE É UM ATO DE CIDADANIA!

Quando um plástico cai no rio, ele demora mais de cem anos para se decompor. Enquanto isso, estraga toda a organização dos seres vivos que ali vivem: as plantas começam a morrer, os peixes, sem alimentos, tornam-se escassos e poderão conter agentes poluentes em sua carne que, caso consumida, causará prejuízos diversos à saúde do ser humano.

Vive-se o momento em que a Natureza se apresenta especialmente inquieta, com manifestações causadas ou não pelo Homem – mas que cobram um preço alto em vidas –, tais como furacões furiosos, enchentes devastadoras, deslizamentos letais, invernos glaciais. Chegamos ao Dia Mundial do Meio Ambiente chamando não somente à reflexão, mas, principalmente, à ação de todos em defesa da vida.

Todos temos como contribuir – direta ou indiretamente – para que as sociedades caminhem rumo à sustentabilidade e para que a harmonia entre o desenvolvimento socioeconômico e a conservação da natureza deixe de ser mera utopia.

Atitudes individuais e coletivas, como o consumo consciente no dia a dia e a exigência, pela população, do cumprimento das leis por órgãos governamentais em todos os níveis são fundamentais.

Se cada um fizer sua parte, criando hábitos como separação do lixo, não jogando lixo nas ruas, não lavando calçadas com água corrente, denunciando desmatamentos e poluição das águas, cuidando dos animais, plantando árvores, o coletivo melhora para todos nós!

Roberto Macedo

Graduado em Direito

Deixe seu Comentário