CARVÃO DE MADEIRA NATIVA E ATERRO SUSPEITO

Notícias por RSS Compartilhar no Facebook Postado por Brümmer Advocacia, em 23/02/2012, às 09:02, na categoria Direito Ambiental,Direito Penal,Diversos,Meio Ambiente

Aproximadamente duas toneladas de carvão feito com mata nativa foram apreendidos no fim da tarde de segunda-feira na região de Bateias, em Campo Alegre, uma das duas cidades do Planalto Norte abrangidas pelo 4º BPMA. O dono do carregamento foi autuado com multa de R$ 2,4 mil. O carvão foi apreendido e levado para os depósitos do batalhão, na Estrada do Piraí, em Joinville.

O crime na região é comum, afirma o soldado Jurandir Azevedo. Conforme ele, há muitas madeireiras na região que deveriam utilizar madeira de reflorestamento, como o eucalipto. Mas, na falta da matéria-prima ou para baratear a produção, optam por suprimir mata nativa, o que é ilegal.

Na terça, um aterro foi paralisado em Itapoá. Ao verificar a denúncia de que uma obra teria encoberto uma nascente de rio, policiais encontraram uma espécie de lodo misturada à terra em uma área de quase um quilômetro quadrado. Ninguém chegou a ser autuado, mas a investigação deve continuar. O mapa hídrico da região será comparado para confirmar a existência de um possível curso d’água no local.

Caso seja confirmado o crime ambiental, a empresa deverá ser autuada, assim como o proprietário do terreno. “As obras foram paralisadas momentaneamente por precaução, até entendermos o que houve”, afirmou o soldado Azevedo.

Fonte: A NOTÍCIA

Deixe seu Comentário